Emagrecendo

18-05-2015

Dietas milagrosas, será?

Avalie este item
(1 Votar)

As dietas da moda se destacam pelo grande impacto que causam e sempre impressionam com suas promessas sedutoras de resultados rápidos.

Na maioria das vezes não há avaliação científica quanto à sua veracidade, mas com a chegada das temperaturas elevadas, quem está interessado em comprovações científicas?! A busca pela tão sonhada forma física é motivo de sobra para cair de cabeça nas soluções mágicas de perda de peso.

O que muitos desconhecem é que a perda de peso não necessariamente é sinônimo de perda de gordura corporal.

Algumas  dietas  prometem  a  perda  de  4  quilos  por  semana  com  a redução  do consumo  de  alimentos  ricos  em  carboidratos  como  pães,  massas,  cereais  etc.  Mas, o  que ninguém  diz  é  que  a  perda  de  peso  ocorre  pela  acentuada  redução  do  conteúdo  de glicogênio que está estocada nos músculos.

O processo é o seguinte:

Estocamos carboidrato em  nosso organismo na  forma de glicogênio, na proporção de um grama de glicogênio para 3 gramas de água. O conteúdo total médio que estocamos de  glicogênio  corporal  é  igual  a  um  quilo.  Fazendo  as  contas é  possível  constatar  que  o peso perdido ao restringir o consumo de carboidratos é exatamente a soma do glicogênio mais a água, ou seja, 4 quilos.

Estas  dietas  não  são  recomendadas,  pois  o  que  de  fato  acontece  é  uma  perda  de grande conteúdo de glicogênio com pequena redução de gordura.

O  real  resultado  é  a  famosa  “flacidez”,  em  consequência  da  redução  do  tônus muscular  pela  perda  de  glicogênio.  A  “flacidez”  é  a  prova  de  que  o  maior  conteúdo  de gordura permaneceu e o tônus muscular se perdeu.

Para  reduzir  a  gordura  e  manter  o  tecido  muscular  é  fundamental  um  consumo equilibrado de alimentos ricos em carboidratos e, além disso, buscar o fator que determinou o aumento de gordura corporal.

Vale  lembrar  que  dietas  que  prometem  reduzir  a  gordura  sem  considerar  uma mudança  de  hábitos  alimentares  e  a  incorporação  da  atividade  física  regular  devem  ser seriamente questionadas.

A obesidade é a conseqüência do aumento progressivo da gordura e possui origem multifatorial que deve sempre ser considerada.

4 comentários

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

blue green orange red

Nossos serviços são complementares à consulta com um médico ou nutricionista, não substituindo os serviços ou orientações destes profissionais.                                                                                      EMEX NUTRIÇÃO ORIENTADA. Todos os direitos reservados.

Login

Log in to your account or

Log in with Facebook

Register

«
»
Loading…